Rota do Vinho

A cultura do vinho é a principal actividade das gentes de São Vicente.

Esta rota pretende mostrar as várias fases do processo de fazer o vinho, desde a apanha da uva, das vinhas em latada, até à degustação deste néctar.

Começamos com uma visita à Quinta do Barbusano, o local perfeito para saber mais sobre a produção de vinho em São Vicente, as castas, o tratamento, o repouso do vinho, entre outros aspectos que influenciam a qualidade do vinho. Depois de um passeio pelas vinhas em latada, e consequentes explicações, temos a prova do vinho, um dos pontos altos desta experiência, que promete surpreender as expectativas dos visitantes.

Seguimos pela Levada dos Cardais até à Capela de Nossa Senhora de Fátima, prometida para que Portugal não participasse na II Guerra Mundial, e ali está ela, vigilante do cimo do Pico da Cova, com vista para a Vila.

Chegando ao fim da levada, descemos até o Miradouro dos Cardais, um espaço para apreciar a vista sobre o vale e descansar as pernas.

Descendo as quase 300 escadas que nos conduzem ao centro histórico, encontramos o posto de turismo, bares, cafés, restaurantes, WC e outros serviços que poderão ser úteis.

Por fim dirigimo-nos até o sítio do Calhau, onde se vislumbra desde logo a capela de São Vicente. Bem ao lado está a Adega de São Vicente, onde são armazenadas as uvas, para posterior produção do vinho.

  1. Quinta do Barbusano
  2. Capela de Nossa Senhora de Fátima
  3. Miradouro dos Cardais
  4. Centro Histórico
  5. Adega de São Vicente
  6. Capela de São Vicente
  7. Calhau

Rota da Fé

As igrejas e capelas que se erguem imponentes são o retrato da fé e tradições de um povo. Repleto de história, descubra as heranças do nosso passado.

Começamos este roteiro pela Igreja do Rosário, um local de culto para centenas de fiéis que ali acorrem por alturas de Outubro, quando se realiza o “Arraial do Rosário”.

Seguimos pela Estrada D. João V e posteriormente fazendo um desvio pela Estrada do Pico da Cova, em direcção à Capela de Nossa Senhora de Fátima, uma capela edificada para celebrar a não participação de Portugal na II Guerra Mundial.

Através da Estrada João Abel Freitas, dirigimo-nos até à Vila, onde iremos encontrar a Igreja Matriz de São Vicente.

Seguindo pela estrada D. João V, iremos dar de frente com a Capela de São Vicente, onde reza a lenda, aparecia uma imagem do dito santo.

Virámos à direita, e pela Avenida Marcos Marques Rosa, dirigimo-nos para a Ponta Delgada, onde à beira mar está plantada a Igreja do Senhor Bom Jesus, onde ocorre um dos principais e mais tradicionais arraiais madeirenses. Centenas de romeiros chegam, vindos de variados locais da ilha, os mais devotos a pé, outros em excursões, acabam por pernoitar várias noites sob as latadas de vinha e terrenos baldios, para cumprir promessas ao Senhor Bom Jesus.

Continuamos a viagem e apanhamos a Estrada da Vista do Senhor Bom Jesus, uma paragem obrigatória no Miradouro do Bom Jesus, onde se vislumbra toda a “Corte do Norte”, esta linda freguesia de Ponta Delgada.

Seguimos pela Estrada Pedro Gomes Galdo, em direcção à Boaventura, em pleno coração da Floresta Laurissilva, onde surge, bem no centro da freguesia, a Igreja de Santa Quitéria.

Por entre o verdejante da floresta, seguimos em direcção à Fajã do Penedo, uma pequena povoação, com uma capela de grande valor simbólico, foi o primeiro templo em todo mundo dedicado ao Imaculado Coração de Maria. Terminamos assim a nossa viagem pelos caminhos da fé.

  1. Igreja do Rosário
  2. Capela Nossa Senhora de Fátima
  3. Igreja Matriz de São Vicente
  4. Capela de São Vicente
  5. Igreja do Senhor Bom Jesus
  6. Miradouro do Bom Jesus
  7. Igreja de Santa Quitéria
  8. Miradouro da Santinha
  9. Capela do Imaculado Coração de Maria

Rota na Corte do Norte

Embarque nesta viagem por entre ruas e ruelas que inspiraram escritores, pintores e outros artistas nas suas obras. Começamos pela Igreja do Senhor Bom Jesus, um santuário para os fiéis madeirenses, que no primeiro domingo de Setembro, para ali se deslocam, a fim de cumprirem as promessas feitas. Conta ainda a história que em 1908, houve um grande incêndio na igreja, provocado por uma devota que descuidadamente deixara uma vela acesa. O edifício ficou reduzido a escombros, salvando-se apenas parte da sacristia e um crucifixo de Jesus Cristo.

Bem ao lado da igreja temos o poço e Casa do Romeiro, construída no final do séc. XVII e era um local de abrigo para os romeiros, onde se curavam as feridas, serviam-se refeições quentes, e pernoitavam durante a Festa do Senhor Bom Jesus. Junto à Igreja temos o Complexo Balnear, óptimo para desfrutar do sol, da água amena e ainda petiscar umas lapas ou outra iguaria.

Seguimos caminho pela Rua Eng. João Fidélio de Canha até encontrarmos a Praça do Romeiro, um local onde se erguem esculturas em homenagem aos romeiros. Existe ainda um poço onde antigamente se lavavam as roupas. Continuando a subir, desta vez pela Rua dos Romeiros, iremos dar com a via principal da freguesia, e bem no seu início a Casa do Ladrilho, onde nasceu o escritor da terra, Horácio Bento Gouveia, autor de diversos romances e obras que retratavam a vivência madeirense.

A próxima paragem será no Miradouro do Pico, onde se vislumbra grande parte da costa norte da ilha, e ainda a Casa do Pico, uma antiga casa senhorial. Seguimos pela Estrada Padre Casimiro Abreu, pelo caminho encontraremos o Miradouro das Feiteiras, um espaço de descanso até com um braseiro, óptimo para uma bela espetada à moda da Madeira. Para além de uma excelente vista sobre grande parte da costa norte, temos também um vislumbre sobre a principal unidade hoteleira do concelho.

  1. Igreja do Bom Jesus
  2. Casa do Romeiro
  3. Complexo Balnear da Ponta Delgada
  4. Praça do Romeiro
  5. Casa do Ladrilho
  6. Miradouro do Pico
  7. Miradouro da Feiteiras

Rota no Coração da Laurissilva

Um roteiro em plena Floresta Laurissilva, um autêntico santuário natural, praticamente imaculado, onde o verde das montanhas impressiona qualquer um. O Jardim do Centro de Boaventura é o ponto de partida para esta nossa aventura.

Logo em frente a esta praça temos a Capela de Santa Quitéria, a igreja matriz da freguesia. Caminhamos pela estrada em calçada onde iremos encontrar o cemitério. Aí paramos no miradouro existente e deixámo-nos envolver pela magnífica vista sobre a vereda da Entrosa e lá ao fundo, a foz da ribeira do porco.

Descendo pela Estrada Municipal de São Cristóvão, vamos desembocar no miradouro com o mesmo nome, isto porque foi nesta zona que em tempos foi erguida uma ermita em honra a São Cristóvão. Este miradouro privilegia-nos com uma magnífica vista sobre a Vereda da Entrosa, o antigo caminho que ligava as freguesias de S. Jorge e Boaventura.

Fazendo inversão de marcha subimos pelo caminho até o Solar de Boaventura, uma unidade hoteleira que alberga uma interessante colecção de ferramentas e utensílios tradicionais. Seguimos viagem em direcção ao Lombo do Urzal, pela estrada Pedro Gomes de Galdo fazendo um desvio pela estrada da Falca, um local praticamente imune à intervenção humana, onde temos uma das principais veredas do concelho a Vereda do Urzal, bem como uma das principais levadas da ilha, a Levada dos Tornos, que transportava a água em abundância da costa norte para as regiões mais a sul.

Voltámos à Boaventura desta vez pela estrada do Cardo até à foz da Ribeira do Porco, local onde se encontram vestígios de uma antiga furna, onde se guardavam materiais vindos por via marítima, e ainda as ruínas do antigo engenho de cana-de-açúcar.

  1. Jardim do Centro da Boa Ventura
  2. Capela de Santa Quitéria
  3. Miradouro de São Cristóvão
  4. Solar de Boa Ventura
  5. Miradouro da Santinha
  6. Lombo do Urzal
  7. Capela do Imaculado Coração de Maria
  8. Foz da Ribeira do Porco